Antro Particular

22 janeiro 2009

complexo sistema de enfraquecimento da sensibilidade por ALBERTO GUZIK

Para quem não está familiarizado com a pessoa, Guzik é ator dos Satyros, escritor, dramaturgo, professor... Foi durante décadas crítico de teatro. Desses que cada vez mais fazem falta para nós.
Obrigado Guzik por participar de nossa reestréia.

RUY FILHO



teatro de grupo

ontem fui ver o fascinante exercício cênico "complexo sistema de enfraquecimento da sensibilidade", texto e direção de ruy filho no satyros 2.
ao sair do teatro, me dei conta de que em poucos dias vi dois trabalhos de grupo, processos, exercícios mesmo, ambos muito diferentes entre si e muito bons. no domingo, fui assistir a um maravilhoso "não espetáculo", uma leitura que na verdade é um espetáculo. seu nome é "história de amor - últimos capítulos", de jean-luc lagarce, com direção do antônio araújo e no elenco três senhores atores do vertigem, roberto audio, luciana schwinden e sérgio siviero. texto inteligentíssimo, montagem e atuações idem. o vertigem, por falar, está inaugurando espaço seu na r. 13 de maio. finalmente e em boa hora.

e ontem, depois de um importante ensaio da "velha" com chico ribas, fui ao satyros 2 ver o "complexo sistema", com o pessoal do antro exposto, guilherme gorski e diego torraca comandando o elenco. ruy desenhou uma proposta de montagem visceral, violenta, suja e bela. "complexo sistema" e "história de amor" são duas criações totalmente diversas, uma de trupe veterana, que tem década e tanto na estrada, e que envereda por novos territórios cênicos. outra de um povinho novo que está começando agora. mas são ambos projetos radicais, que estabelecem caminhos de trabalho, rumos de experimentação, sobre os quais voltarei a escrever. estou saindo pro ensaio. só queria registrar que num espaço de quatro dias vi dois espetáculos que envolvem, atraem, pesquisam e fazem pensar. não é pouca coisa.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home