Antro Particular

13 março 2009

complexo sistema de enfraquecimento da sensibilidade por NELSON DE SÁ

Era semana de carnaval ainda. Quarta-feira. Dia estranho para se estar no teatro depois das 22h. Na cabine técnica eu buscava entender aqueles que entravam na sala do Satyros 2. E, dentre um grande amigo, outros desconhecidos, uma figura daquelas de fazer o corpo tremer. Nelson de Sá. Sua caneta ou teclado (para sermos mais precisos com os dias atuais) me causam um delicioso temor. Sim, Nelson é dessas figuras que me deixam assustado. Consegue ser a voz efetiva do teatro brasileiro, após a geração de Guzik, e levando em conta que Contardo Caligari não se assume crítico (o que pra mim é um equívoco).

Nelson tem como característica a precisão de um olhar inteligente associado a uma capacidade ímpar em diagnosticar e expor. Consegue ser incrivelmente instigador ao tempo em que exige do artista seu mais profundo desempenho e sua melhor verdade. Nelson me cala. E vê-lo fez com que a operação de luz e som fosse a mais sofrida de minha vida.

E agora Nelson decidiu falar, escrever. Sua reflexão sobre Complexo Sistema de Enfraquecimento da Sensibilidade está no blog Cacilda, dele e Lenise.

Não constumo responder críticas, mas dias atrás Nelson publicou um ótimo ensaio sobre a questão da sucessão dos grandes nomes do teatro, qual respondi como comentário. Acho que a conversa revela mais ainda a crítica sobre a peça e me obriga e me enfrunhar dentro das entranhas e buscar responder as inquietudes trazidas por ele. Sim, eu preciso conversar mais...

Como disse ao Nelson após o espetáculo, que sua presença signifique para a Cia. de Teatro Antro Exposto ótimos diálogos e puxões de orelha. Há, ainda de mais nada, a boa sensação de não estar tão sozinho na escuridão dos palcos. Aos poucos alguns vagalumes apreceram para nos iluminar caminhos.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home