Antro Particular

21 março 2009

Complexo Sistema de Enfraquecimento da Sensibilidade - festival de curitiba

Terça-feira, manhã. Arrumar as malas no hotel e correr para visitar o espaço onde a peça estará em cartaz: Casa Vermelha. Não, antes ainda, tudo começa bem antes, algumas semanas atrás... Marcamos um encontro entre todos da cia. para a leitura e discussão do texto de Priscila, próxima montagem. No caminho, um recado de Ivam Cabral no meu celular pedia meu retorno com a promessa de uma oferta irrecusável. Liguei. Em nome do Festival, Ivam nos convida para participarmos da edição 2009. Não é isso ainda... A coisa toda é bem mais longe. Em 2008 passeávamos pelas ruas de Curitiba boa parte da recém-formada Cia. de Teatro Antro Exposto. Viemos assistir alguns espetáculos, numa média de quatro ao dia, e estreitar pensamentos e propostas. Espera, 2008 foi apenas uma viagem de amigos, houve muito antes disso... A Casa Provisória! É isso. Sete diretores formados pela USP foram convidados por mim e Thaís para um projeto visionário em Curitiba. Era a primeira vez que o festival teria leituras dramáticas, debates e curtas-metragens. Alguma coisa mudou na face do festival, e de lá pra cá, teríamos o redesenhar do formato original, a compreensão de ser necessário expandir vias alternativas para compor uma estrutura mais abrangente. Sem dúvida é esse o ponto qual preciso para dar partida a esse texto. E, hoje, cá estamos convidados, oficialmente apoiados pelo Festival em uma estrutura próxima à da Mostra Oficial. Temos nós nosso receptivo, nossos produtores, nossos técnicos no espaço, nossa van, nossos vouchers, nossos e nossos e tantos outros elementos. Apenas dessa maneira é possível estarmos aqui com um espetáculo tão detalhado em elementos e condições. Apenas com a preciosa presença da organização e diretoria podemos trabalhar para maior eficiência do nosso discurso. Em nome de todos da Cia. Antro Exposto, deixo aqui o ‘muito obrigado’ a Meire, Duda, Eduardo, Susian, Sara, Vivian, Massa... E Ivam. Mas esse, antes de qualquer agradecimento, é parte disso, é cúmplice, é aquilo que apelidamos carinhosamente por padrinho.

* ensaios, estudos e preparações




* entrevista para a tv

A nova versão de Complexo Sistema de Enfraquecimento da Sensibilidade, conforme recriada para a Casa Vermelha, ganhou outro caminho. Terceira via distante da segunda elaborada para o Satyros 2 e da primeira no Centro Cultural Rio Verde. O princípio maior é exatamente o que acabei de expor: não adaptamos, recriamos! Em Curitiba, a peça avança sobre o contar a história mais do que vivenciá-la. O gigantismo da Casa traz atores a uma perspectiva mais íntima e poética. Aqui é preciso construir a narrativa cercado pela voz em eco e o ecoar de uma arquitetura que por si só define um clima mais sublime aos delírios. A violência está centrada na configuração da retórica e não tanto no confronto físico. Avançamos em uma iluminação labiríntica por espaços infinitamente maiores e demos sonho ao delírio. Enfim, estreamos aqui outro Complexo Sistema, absortos na complexidade que esse novo sistema nos impôs.

* apresentação de sexta-feira - fotos Patrícia Cividanes












7 Comments:

  • Gostaria de ter visto as 3, essa história é realmente contundente, inesquecível.Mas estou feliz com a estréia do Satyros.
    Vc é inquieto, recriando e criando e inventando e ... Aproveita a espirituosidade desse momento da tua arte, tem gerado coisas maravilhosas.

    Abraço
    Helen

    By Anonymous Anônimo, at 2:01 PM  

  • ah...
    belas fotos
    Helen

    By Anonymous Anônimo, at 2:01 PM  

  • YES!!!

    By Anonymous Patrick Grant, at 1:54 PM  

  • Tenho que comentar...
    As fotos estão incríveis...rrsrs
    Suspeito, mas verdadeiro.
    Eduardo

    By Anonymous Anônimo, at 9:09 PM  

  • Deliciosa experiência muitíssimo bem ilustrada aqui por seu texto e pelas sempre belas imagens da Pat

    By Anonymous Giu, at 5:40 PM  

  • Deliciosa experiência muitíssimo bem ilustrada aqui por seu texto e pelas sempre belas imagens da Pat

    By Anonymous Giu, at 5:40 PM  

  • oi Ruy.
    apanhei um pouco pra conseguir te escrever... habilidades reduzidas - isso é mesmo uma merda.
    Era só pra dizer que as imagens do vosso trabalho são acachapantes! Fiquei muito curiosa pra ver isso e conhecer seu trabalho + de perto.
    Espero mesmo que vocês retornem pra são paulo logo.
    beijos
    Lavínia

    By Blogger Lavínia Pannunzio, at 8:43 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home