Antro Particular

08 março 2011

Cultura Brasileira, uma quase ficção 5

capítulo 1.
Dilma e Temer assistem as entrevistas com os ex-presidentes no Globonews.
Dilma: Será que vamos terminar assim também?
Temer: Como?
Dilma: Cínicos como o Collor ou cínico como o Sarney...
Temer: Tem diferença?
Dilma: O Collor diz que não se arrepende. O Sarney diz que se arrepende!
Temer: Não sei dizer. Não sou uma pessoa cínica.
Dilma tem um ataque de riso. Temer também.

capítulo 2.
Dilma e Temer se divertem com as reclamações de Itamar sobre a história só se lembrar do topete dele e do episódio no carnaval.
De repente, gritos e barulho de coisas espatifando chegam da cozinha.
Correm e encontram Ana de Hollanda jogada entre cacos e pedaços de objetos de toda sorte. Ela os vê e grita:
Ana: Por que o Gil tem camarote e eu não? Que democracia é essa?

capítulo 3.
Empregada: Dona Dilma...
Dilma: Ela está dormindo, silêncio.
Empregada: É telefone pra senhora.
Dilma: Fica com a Ana. Qualquer coisa me chame.
Sai do quarto.
Dilma: Alô?
Berlusconi: Ottiene una suíte a nord-est per me perché vengo domani, per questo ‘Bunga Bunga’ tropicale.

capítulo 4.
Ao telefone.
Alguém: Voglio parlare con te, davvero bisogno del vostro aiuto. Dilma, sai quanto mi piace una bambina. ˜E necessario avere visto in televisione. Volevo un posto tranquilo per loro possano vivere in pace. Hanno bisogno di me. Sono l’unico bene che hanno.
Dilma: Mas por que você tá falando em italiano comigo?
Toni Ramos: Ho disimparato portoghese.

capítulo 5.
Ao telefone.
Dilma: E quantas pessoas são?
Berlusconi: 4. Eu...
Dilma: E?
Berlusconi: Kadhafi...
Dilma: Você tá louco?
Berlusconi: Sempre fomos amigos. Assinamos um Tratado de Amizade.
Dilma: Quem mais? Tô com medo dessa resposta...
Berlusconi: Beyoncé, namorada do filho dele.
Dilma: Mesmo?
Berlusconi: E por que ele pagaria 2 milhões pra ela cantar 5 músicas?

capítulo 6.
Em um hotel no nordeste.
Berlusconi: Oi, aqui é o Toni Ramos.
Atendente: Pois não, Sr. Toni.
Berlusconi: Vim passar o carnaval na cidade de vocês porque ouvi falar que no nordeste tem um tipo de turismo especial. É verdade?
Atendente: Eu não deveria falar sobre isso...
Berlusconi: Entendi. Pode subir o cardápio, então. Apenas das meninas entre 8 e 12 anos. Tô de dieta.

capítulo 7.
Dilma com um bigode postiço se arruma pra pular o carnaval em Brasília.
Motorista: Desculpe, Sra. Presidente, mas o convite explicita fantasia para o baile.
Dilma: Eu sei, por isso tô assim.
Motorista: Mas o tema da fantasia não é ‘meu melhor amigo’?
Dilma: Sim.
Motorista: E por que um português, então?
Dilma ril
Dilma: Não é isso. Eu vou fantasiada de Sarney.

capítulo 8.
Dilma de ressaca no Alvorada.
Lula: Como foi o bunga bunga?
Dilma: Bom.
Lula: Spube que você foi de Sarney, Por que não de Lula?
Dilma: Você é ex-presidente, ele manda no senado.
Lula”Ex? Você me viu no programa do Globonews?
Dilma: Não.
Lula: Por que você acha que eu não estava? Até eles entenderam tua eleição. Mas você parece que ainda não entendeu as coisas.
Dilma desliga.
Dilma: Que saco!

capítulo 9.
Ainda de ressaca...
Dilma: Chama o João Paulo da Cunha pra mim já.
Minutos depois...
JPC: Sim?
Dilma: Você vai presidir a Comissão de Justiça da Câmera em 2011.
JPC: E os meus processos?
Dilma: Quantos são?
JPC: Tem o mensalão, e lavagem de dinheiro, corrupção passiva e peculato.
Dilma: Tudo bem.
JPC: Mesmo?
JPC: Você foi justo com o PT, agora vamos ser com você também.

capítulo 10.
Temer: Dilma a imprensa caiu matando por causa do João Paulo.
Dilma: Não podia recusar. E agora? Você tem alguma ideia?
Temer: Tem que ter apela popular.
Dilma: Chama a Fátima Bezerra da Comissão de Educação e Cultura da Câmara.
Temer: Ninguém liga pra educação e cultura. Você vai fazer mais merda ainda.
Alguém: Dona Dilma, a Dona Fátima tá ai.
Dilma: Manda entrar...

capítulo 11.
Dilma: Então, Fátima, a Comissão já está formada?
Fátima: Estou analisando as indicações dos partidos.
Dilma: Todos indicaram?
Fátima: Ainda dá pra conversar com alguns.
Dilma: E o PR?

Fátima: O Lincoln Portela é conversável sim.

Dilma: Ótimo. Eu quero que você proponha o seguinte...

capítulo 12.
Fátima: Vamos precisar dele.
Lincoln: Bom, acho que ele pode aceitar.
Fátima: Não dê escolha!
Lincoln: Pode deixa-lo entrar?
Minutos depois...
Fátima: Parabéns. Você integrará a Comissão de Educação e Cultura. Ficamos felizes em contar com sua vasta experiência.
Tiririca: Tô feliz. E acho que aceito, porque tô sem fazer nada até agora. É só dizer que eu intrego direitinho.

capítulo 13.
Por telefone.
Berlusconi: Deu merda! Estamos presos. Você tem que me tirar daqui.
Dilma: O que foi?
Berlusconi: O Kadhafi. O cara pirou. Viu aquela multidão no trio elétrico e achou que era outra revolução.
Dilma: E daí?
Berlusconi: O maluco saiu atirando em todo mundo!
Dilma: Não posso aparecer nisso.
Berlusconi: Manda alguém e rápido.         
Dilma: Vou ver o que posso fazer.

capítulo 14.
Dilma: Você vai pro nordeste.
Tiririca: E a comissão?
Dilma: Envolve o carnaval, costumes, comportamento, essas coisas ai.
Tiririca: E o que devo fazer?
Dilma: Soltar umas pessoas da cadeia e garantir que estejam bem.
Horas depois...
Dilma: Tudo certo?
Tiririca: Tudo. Só um detalhe pra eles soltarem os dois.
Dilma: Qual?
Tiririca: Tem um documento que eu preciso assinar!

capítulo 15.
Dilma: Ok, Lula. Tô desesperada. Amanhã tem encontro na ONU sobre o Irã e esse caos no Oriente Médio. O Brasil não pode ser envolvido em um escândalo com Kadhafi. Desisto. Preciso da tua ajuda.
Lula: Vou enviar uma pessoa de confiança.
Dilma: Quem?
Lula: Vai saber na hora certa.
Dilma: Não vão deixa-lo entrar aqui sem um nome.
Lula: Relaxe. Deixe tua porta aberta.

capítulo 16.
Dilma com um copo de uísque. Temer anda de um lado pro outro. A noite avança. A porta está aberta como combinado.
Homem: Você precisa de mim.
Dilma: Como?
Temer: Você?
Homem: Tenho a chave. Tiro eles de lá, mas quero Belo Monte só pra mim.
Dilma: Impossível.
Ele lhe mostra o chaveiro.
Dilma: Esse era do Lula! Quem é você?
Temer: O nome dele é Bumlai. E ele fala sério.

capítulo final.
Por telefone.
Berlusconi: Dilma, querida. Deu tudo certo. Estamos no Rio de Janeiro. O hotel é ótimo. As mulatas são deliciosas. Kadhafi adorou o convite pra desfilar, achou o tema bastante apropriado.
Dilma: Você arranjou pra eles desfilarem? Adoraram o tema.
Bumlai: ‘A simplicidade de um rei’, na Beija-Flor. Sabia que iriam gostar.
Dilma: Você j[a tem a chave da entrada lateral?

epílogo imprevisto.
Dilma, enfim, descansa assistindo tv, mas é interrompida pelo Plantão do JN.
WB: O camarote de Gil, na orla de Salvador, foi invadido e completamente destruído, antes de ser incendiado. Testemunhas confirmam terem visto a Min. Ana de Hollanda minutos antes no local.
Dilma: Puta que pariu. Esse carnaval vai ser foda!

FIM.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home