Antro Particular

07 dezembro 2005

TARSO GENRO: credibilidade de um futuro incerto

Postado na hospedagem anterior do blog na segunda-feira, 11 de julho de 2005
23:48:50


Tarso Genro assume a liderança nacional do Partido dos Trabalhadores e estabelece, em reunião ocorrida em São Paulo, algumas novas diretrizes para o partido e sua crise administrativa e ética. Basta saber se as medidas são por precauções frente ao futuro do partido, necessidades organizacionais burocráticas ou condições impostas pelo legado de José Genuíno.

O fato é que as medidas se revelam duras e conflitantes com o ideal de tornar público as ações petistas, como vem anunciando o Presidente, uma vez que o controle imposto em regras propicia formas de tangenciar os próprios regimentos adotados e o poder de controlar e conduzir mais diretamente as informações a serem apresentadas ao público. Se regras bastassem, não haveriam corruptos!

Cada dia mais o PT caminha ao centro de uma ideologia política, afastando-se da sua origem esquerdista e dos milhares de partidários que se vêem hoje isolados do poder.

A saída de Tarso Genro do Ministério da Educação levanta duas questões: o loteamento partidário dos ministérios pelo Presidente Lula, reforçando a hipótese da crise interna ser maior do que os noticiários, o que obriga o Presidente a afastar personalidades importantes do partido, como sustentação de uma ética própria imaculada. A eleição de Tarso com 21 abstenções, aproximadamente um terço dos votantes, como incerteza do próprio partido sobre sua saída do governo federal.

Restam as questões: a quantas anda o PT? Qual sua real condição? As propostas trazidas por Tarso são suficientes para reorganizar o partido? Haverá uma reorganização dos setores internos ou Tarso conduzirá, em nome da reconquista ética, ao fortalecimento do setor em poder?

Perguntas, perguntas, perguntas...

Uma coisa é fato: o PT é parte da história democrática do Brasil. Respeito e torcer pela volta aos melhores de sua origem, são no mínimo obrigações de qualquer um que busque uma solução para este país. Não há que crucificarmos em nome de desesperanças, de decepções ideológicas ou pessoais. O PT é feito por homens e mulheres. E como todo coletivo as qualidades que o compõe são variáveis assim como o caráter dos integrantes.

Mas que a Heloísa Helena faz falta, ah, isso faz!

___________________

Seguem as diretrizes identificadas pelo Grupo de Trabalho, onde se incluem os mais importantes nomes do PT nacional. A próxima reunião da executiva está agendada para 19 de julho.

"Recebemos um recado da sociedade de que algo não vai muito bem no PT. Temos um trabalho muito árduo, muito difícil. Mas o partido está preparado para essa grande virada". - Tarso Genro.

1) Formação de um GT (Grupo de Trabalho) para analisar a situação financeira do partido, propondo sua reorganização e analisando a possibilidade de negociação de algumas dívidas. O PT tem um endividamento da ordem de R$ 20 milhões. O GT será formado por cinco dirigentes: José Pimentel (secretário de Finanças e Planejamento), Ricardo Berzoini (secretário-Geral), Gléber Naime (secretário de Organização), Romênio Pereira (2º vice-presidente) e Valter Pomar (3º vice-presidente).

2) Criação, pelo secretário de Finanças, de um livro de agenda onde constarão todos os encontros, visitas, negociações e relações dos membros do partido sobre questões financeiras. A agenda terá data, hora, local e tema da negociação. Qualquer encontro que não estiver na agenda será considerado ilegal, sujeito às penalidades internas. Todos os registros terão o acompanhamento da Executiva e de quem mais se interessar.

3) Acolhimento dos pedidos de Comissão de Ética para analisar e averiguar os procedimentos dos ex-dirigentes Delúbio Soares e Silvio Pereira. A comissão irá apurar se houve ou não irregularidades em atos praticados pelos dois na direção do partido.

4) Manutenção do calendário do PED (Processo Eleitoral Democrático) 2005, cujas eleições acontecem em 18 de setembro.

5) Os ministros do PT terão de ter um relacionamento mais próximo e formal com o partido. Um programa de relacionamento será apresentado pelo secretário-geral, Ricardo Berzoini, na próxima reunião da Executiva.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home